Seu condomínio residencial ou comercial tem Brigada de Incêndio?

Brigada de Incêndio

Acredito que a pergunta que é o título desse texto, deixou muito gente intrigada, não é? Como assim uma Brigada de Incêndio em condomínio residencial? Pois é! Não é só nas empresas e instituições que a Brigada de Incêndio deve existir. Os prédios residenciais também estão sujeitos a qualquer acidente doméstico que pode causar um incêndio, e em grande escala!

BRIGADA DE INCÊNDIONas empresas é comum já ter a equipe de funcionários treinados para auxiliar os demais colegas em caso de abandono do local. Nos prédios residenciais, pelo menos 80% dos funcionários e 1 morador de cada pavimento, tem que ser da Brigada de Incêndio. A formação da Brigada exige curso específico, realizado por empresa especializada, com profissionais devidamente habilitados, e inclui: teoria e prática de combate a incêndio; teoria e prática de primeiros socorros. O condomínio, então, recebe um atestado de Brigada de Incêndio e deve passar por reciclagem uma vez por ano.

É de extrema importância ter a equipe, pois ninguém sabe usar um extintor, ninguém sabe como se deve sair em caso de abandono, ninguém sabe controlar a emoção e evitar o pânico geral. Conhecer todas as possibilidades de ser manter a segurança em caso de acidentes tem que ser de interesse de todos e, em São Paulo, é lei! Está no Decreto Estadual 56.819/2011 (de São Paulo), que na Instrução Técnica 17 atualiza o Regulamento de Segurança Contra Incêndio das Edificações e Áreas de Risco.

A responsável por fiscalizar se os condomínios estão seguindo as normas de segurança, é da Prefeitura, porém, a partir de de julho/2015, haverá fiscalização também do Corpo de Bombeiros, que passará em vistoria e poderá aplicar multa para o condomínio que não estiver enquadrado nas normas de segurança.

equipamentos de segurança contra incêndioNão podemos esquecer da sinalização que tem que ser eficiente. De nada adianta ter uma equipe de Brigada se eles não conseguirem localizar com facilidade as rotas de fugas, os suportes de extintores, as mangueiras, os alarmes e afins.

As placas de sinalização precisam estar visíveis e todos as pessoas que moram no prédio, têm que saber onde estão, aqueles que não são da Brigada, não vão saber usar, mas vão ajudar na hora de localizar caso alguém, por ventura, esqueça.

ROTA DE FUGA BEM INFORMADA E SINALIZADA

Distribuir um mapa da rota de fuga, pode passar mais tranquilidade para os moradores. Claro que, deve-se sempre ressaltar, que têm pessoas treinadas para auxiliá-los em momentos de abandono, mas que o mapa já facilita na agilidade, porque muitas vezes, o tempo será preciso, quanto mais rápido evacuar, mais seguros todos estarão.

sinalização de rota de fuga

mapa rota de fuga

marcação da rota de fuga

PORTA COM BARRAS ANTIPÂNICO

Quase todas as portas possuem barra antipânico, que apesar do nome, passa a sensação de que estamos trancados e o pânico vem com tudo. É preciso mostrar para as pessoas que essas barras de fato são para evitar o pânico, pois mantem as portas fechadas, mas não trancadas, e que um leve toque ou um leve empurrar nas barras, elas se abrem sem nenhum esforço. Placas de sinalização ajudam, além de informativo espalhados.

saída de êcom barras antipânico

placa de sinalização barra antipânico

PONTO DE ENCONTRO DA BRIGADA

Para condomínios com muitas torres ou com muitos apartamentos, é necessário ter um ponto de encontro com a Brigada, e não precisamos mais repetir, né? bem sinalizado e que seja do conhecimentos de todos os moradores.

Ponto de Encontro Brigada de Incêndio

O SPTV 1ª Edição, fez uma matéria bem completa, onde você consegue saber a partir de qual altura ou quantidade de apartamentos é obrigatório ter a o treinamento de Brigada de Incêndio e informação de como quase ninguém sabe desses cuidados: Muitos prédios não têm brigada de incêndio e não cumprem normas de segurança

bombeiro

Por Cinthia Almeida – Equipe Ligação Home Center – Site: www.ligacao.com.br

Anúncios

Prateleiras que ajudam na decoração

Prateleiras na parede

Quando temos muitos objetos de decoração, ficamos perdidos sem saber onde colocar e nem como colocar para não parecer que está largado em qualquer canto da casa, né?

Para dar uma ajuda nesse dilemas, as prateleiras são ótimas opções, pois não só ajudam a organizar, mas também, compõem a decoração. Elas podem ir desde o básico até o criativo.

Para colocar prateleiras em paredes, o processo é simples, mas requer alguns cálculos e também, conhecer o peso que será colocado. Antes de começar a trabalhar, precisamos checar a lista de material necessário:

Prateleiras ou nichosMaterial para pregar prateleiras
Furadeira
– Buchas e parafusos
Brocas (as mais usadas têm entre 6 e 10 mm)
Fita crepe
Lápis para marcação
Trena
Nível

 

Agora que você já está com todo o material providenciado, precisa ver como se deve colocar na parede, como medir, marcar e soltar a criatividade. No Blog Casa Show, você encontra o passo a passo para garantir firmeza: Faça você mesmo: instale prateleiras e nichos sem complicação

Você também pode improvisar prateleiras sem necessariamente furar a parede, olha que sugestão interessante a gente encontrou fazendo uma pesquisa na internet, de sugestões criativas de prateleiras, foram usados recipientes de vido com pedras como base e estrutura:

modelos-prateleiras-para-quartos

Além disso, encontramos várias outras sugestões para decorar todos os ambientes, inclusive com plantinhas. Show de bola as opções, uma mais linda que a outra! 😀

SUGESTÕES DE DECORAÇÃO USANDO PRATELEIRAS

0,,48256245-EXH,00

como-organizar-os-temperos-na-cozinha-44

prateleira de madeira 4

prateleiras (1)

tumblr_mfaik1SfZJ1raoel6o1_1280_large

Por Cinthia Almeida – Equipe Ligação Home Center – Site: www.ligacao.com.br

Cuidados que devemos ter com a Garagem

garagem-10

Se existe um lugar onde os vizinhos geralmente se estranham, esse lugar é a garagem! Parece que todos os problemas surgem nela e terminam nela. E olha que é um lugar onde a permaneça é rápida, tempo suficiente para estacionar o carro, pegar o elevador e subir.

Vamos por etapa para entender as mais diversas complicações que podem se dar na garagem e como evitar o conflito:

Entrada e Saída: Quando não se tem o Espelho Convexo na entrada da garagem, o porteiro fica sem alcance de visão, causando o estresse do morador que aguarda para entrar ou sair, ocasionando a famosa “buzinadinha”, que dependendo do horário, pode provocar insatisfação dos moradores que moram nos apartamentos com as janelas para a garagem.Espelho Convexo

E também, deixa a segurança debilitada, pois como se trata de uma entrada onde o processo de abrir e fechar é demorado, pessoas podem entrar sem que ninguém perceba.

Como evitar? A instalação dos espelhos convexos em pontos cruciais para completar o alcance da visão dos porteiros, já eliminaria uma parte do problema e claro, o uso de câmeras de segurança para identificar de forma rápida as placas dos carros e também, para captar movimentação suspeita nos arredores.

Carga e Descarga: É mais que comum, fazer compras com o carro e chegar na garagem e procurar o carrinho do condomínio, para colocar as compras e levar até o apartamento. E quando isso acontece e o carrinho não está na garagem a disposição? Mais um estresse entre condomínio e condôminos, já que o carrinho, geralmente, está largado em algum andar quando isso acontece.

Como evitar? Pedindo, via informativo nos elevadores ou reunião de condomínio, a colaboração de todos com o uso coletivo do carrinho. Também, pode ser usada a trava para carrinho, assim, o porteiro seria o responsável por destravar e com isso, saberia quem foi o último a usar, pois o mesmo teria que devolver para colocar a trava novamente.

Descarte do lixo domésticoDescarte de lixo: Em alguns condomínios, existem duas opções de descarte de lixos: os moradores vão até a garagem onde ficam as lixeiras de coleta seletiva ou os funcionários da limpeza passam recolhendo de andar por andar. Nos dois casos, a separação do lixo pode causar problemas entre moradores e funcionários, pois se o lixo não for separado corretamente, todo o trabalho dos funcionários pode ser comprometido.

E na cidade de São Paulo, a separação agora virou algo sério com risco de receber multa. No mês de abril de 2015, entrou em vigor a lei que padroniza as sacolas que são distribuídas no comércio e agora, o consumidor (moradores) terão que respeitar as cores na hora de descartar o lixo doméstico. Então, mesmo que seja o sistema de recolher por andar ou jogar diretamente nos contêineres ou nas lixeiras, a separação terá que ser respeitada antes de chegar no caminhão de lixo. Veja o texto que fizemos sobre a nova lei que vigora em São Paulo: Sacola Biodegradável chega ao Comércio e ao ConsumidorDescarte lixo eletrônico

Como evitar? Informando os moradores, via assembleias, reuniões ou informativos nos elevadores, não só da nova lei, no caso da cidade de São Paulo, mas da importância que tem a separação do lixo para a preservação da natureza, ensinar qual cor se refere a que tipo de material, o que pode e o que não ser reciclado e, no caso de objetos que têm lugar certo para descarte, como: pilhas, baterias e aparelhos eletrônicos, informar lugares pelo bairro que façam esse tipo de coleta.

Bicicletário: Nem todas as garagens tem um espaço reservado para as bicicletas, inclusive nos prédios mais antigos, porque antigamente, ter bicicleta não era algo tão comum entre os moradores de apartamento, geralmente, as pessoas que moravam em casas tinham essa “liberdade”.

Deixar as bicicletas largadas nas vagas ou nos cantos da garagem, além de deixar o ambiente com ar de desorganizado, causa confusão entre os moradores, pois quando vai estacionar o carro, pode derrubar a bicicleta ou até mesmo arranhar a pintura. Bicicletário na garagem

Como evitar? A solução única para isso, é construir, mesmo que pequeno, um bicicletário, identificar todas as bicicletas e com isso, deixar de ter o problema da desordem e de possíveis incidentes como: arranhões em carros ou bicicletas amassadas. Existem vários tipos de suporte de bicicletas de chão, de parede, é só usar a criatividade!

Disposição das vagas: O tamanho das vagas é um debate interminável, pois os carros estão cada vez maiores e as vagas cada vez menores. Isso ocasiona um ambiente perfeito para estragos nos carros como: amassados de pequenas batidas nas paredes e arranhões na pintura.

O problema fica pior ainda quando o dono do carro danificado não é o causador do dano e sim a vítima e nunca se sabe quem foi o autor. A confusão está feita e quase nunca se chega a uma conclusão satisfatória para todos.

Como evitar? O uso de protetor de parachoques, mais conhecidos como Stop Car, é uma ótima saída para evitar os possíveis incidentes no momento de manobrar o carro para estacionar. Para os danos que aparecem do nada, como mágica, o mais indicado é ter bom senso, chamar uma assembléia para notificar que as ocorrências estão sendo registradas e que as medidas serão tomadas.

Pedir para que as pessoas usem da educação na preservação  do que é do outro, é algo bem complicado, ainda mais quando essa pessoa é dona do apartamento e você o síndico, a relação de poderes fica tensa, mas tentar o diálogo é sempre uma boa saída!

banner3

As dúvidas são várias e as soluções também, e para ajudar a cuidar desse espaço tão importante, achamos um material bem bacana, desenvolvido pelo Conseg (PR). É um guia completo sobre todos os assuntos referentes à garagem: Nossos Condomínios mais seguros #BoaLeitura #SegurançaEOrganização 😀

Por Cinthia Almeida – Equipe Ligação Home Center – Site: www.ligacao.com.br

Sacola Biodegradável chega ao Comércio e ao Consumidor

SacolinhaReciclavel

No dia 05/04/2015, entrou em vigor a lei que regulariza o uso das novas sacolas biodegradáveis nos comércios de toda cidade de São Paulo. O que isso muda na vida dos consumidores e comerciantes? Muda muita coisa, não só financeiramente, mas de hábitos corriqueiros, como descartar o lixo doméstico.

Ainda não está muito claro se serão todos os comerciantes que deverão usar a sacola padrão, ou se só os comércios que trabalham com alimentos como: supermercados e padarias.

reciclado1O que está definido é que, agora serão dois tipos de sacolas que deverão circular: a verde (para lixo reciclável) e a cinza (para lixo orgânico). As sacolinhas brancas sem nenhum tipo de informação sobre o material de que ela é feita, essas estão proibidas de circular e também de serem usadas, pela população, para descartar o lixo.

Os consumidores que não tiverem seus meios próprios para levar as compras adquiridas nos comércios, terão que comprar as sacolinhas caso não sejam distribuídas gratuitamente, alguns comerciantes estão repassando o custo total para o consumidor (R$ 0,10), alegando que é mais alto do que as sacolas antigas e não conseguem arcar com a despesa.

Onde o consumidor entra na história, além de ter que comprar as sacolas? Na rotina doméstica, ao descartar o lixo, o consumidor não mais poderá fazer de forma aleatória, com qualquer sacola ou misturando o lixo reciclável com o lixo orgânico. A partir de agora, a sacola verde só poderá ser usada para o lixo reciclável (vidro, papel, alumínio, plástico) e a sacola cinza, para lixo orgânico (resto de comida e banheiro).

recicla

O consumidor que não respeitar a coleta seletiva estará sujeito a multa. Não só o consumidor, mas o comerciante também. A fiscalização começou, também no dia 05/04, e a princípio será feita via denúncia popular (ligações para 156). O G1 fez uma matéria bem bacana que explica mais a questão: Sacolinhas brancas comuns já não podem ser distribuídas nos mercados

Vamos relembrar as cores das lixeiras de coleta seletiva e os materiais que são recicláveis?

MATERIAIS RECICLÁVEIS

saiaba-quais-sao-os-materiais-mais-reciclados-do-brasil

CORES DE LIXEIRAS DE COLETA SELETIVA

DICAS-DE-RECICLAGEM

Como toda mudança, no começo é estranha e causa confusão, mas com o tempo, vamos perceber que o objetivo é dar mais consciência ambiental para as pessoas, já que os comerciantes vão deixar de poluir o meio ambiente e os consumidores vão, de fato, aprender e dar mais importância para a separação do lixo, visando a reciclagem que resulta na preservação da natureza.

Por Cinthia Almeida – Equipe Ligação Home Center – Site: www.ligacao.com.br

Spot de embutir é o toque faltava na iluminação de ambientes

Iluminação Sala de jantarQuando pensamos em decoração, seja de qualquer ambiente, nos vem a cabeça os móveis, os detalhes, as cores, quase nunca pensamos que a iluminação pode fazer parte do contexto também.

Iluminação da Sala de EstarO design dos ambientes fica perfeito e no meio do teto é colocada a luminária, e pronto! Ok, sabemos que o toque especial pode estar exatamente na luminária escolhida, que geralmente acompanha o estilo da decoração escolhida, ou a cor dos móveis, ou até mesmo, ser o objeto mais exótico só para chamar atenção. Mas será que só as luminárias têm esse poder?

Não! Spot embutido também pode ser usado para dar, não só um toque na iluminação, mas um desenho para cada ambiente. Realçar curvas e linhas, focar em detalhes,  brincar com o claro e escuro.

Dando uma fuçadinha na internet, achamos várias possibilidades de construção de ambientes que podem servir de inspiração. Além de Spot e Luminária, também pode usar Pendente, Arandela e Fita de Led. Olha só que bacana!!! 😮

MODELO USANDO SPOT DE EMBUTIR
iluminacao-decorativa

MODELO USANDO SPOT DE EMBUTIR E LUMINÁRIA DE CHÃO

Newest-Modern-Living-Room-With-Lighting-Accents-1024x682

MODELO USANDO SPOT DE EMBUTIR E LUMINÁRIA DE TETO

Sala_TV_Leblon_00

MODELO USANDO SPOT DE EMBUTIR E LUMINÁRIA DE TETO

01503_03

MODELO USANDO SPOT DE EMBUTIR, FITA DE LED NAS PRATELEIRAS E LUMINÁRIA DE CHÃO

estante-de-mdf-branco

MODELO USANDO SPOT DE EMBUTIR E ARANDELAS

quarto

Muito legal saber que podemos ousar e brincar com a iluminação, né? Agora que já tem vários exemplos, que tal soltar a criatividade? 😀

Por Cinthia Almeida – Equipe Ligação Home Center – Site: www.ligacao.com.br